segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Alagoas," terra dos assassinos"




Entre meados do fim do governo Lessa e o fim do primeiro mandato de Teotonio Vilela Filho "período de travas" os homicídios cresceram de 1.116 e 2.218.
O que todos sabem é que a alta sociendade alagoana não está enquadrada nesta estatística pois são muito bem protegidos, e enquanto eles não forem atingidos por essa tragédia nada vai mudar, pois eles são os únicos tipos de cidadãos que têm o poder de precionar as autoridades pora exigir algo.
Enquanto isso, vamos a mais quatro anos dessa gestão onde o número de assassinatos aumentou e ninguém faz nada!
Só quem perdeu alguém sabe a dor e a revolta que sente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário